Lições de um treinador

O duelo de selecionadores, entre O’shea da Itália e Jone’s da Inglaterra, foi a nota mais atrativa da última jornada do torneio das VI nações! O técnico irlandês ao serviço da Itália, o XV mais fraco em competição, para surpreender a super Inglaterra pôs em prática um plano arrojado ao jogar com a lei de jogo, montou uma estratégia defensiva coletiva capaz de surpreender e anular uma equipa de calibre muito superior. A grande beleza do alto rendimento, nomeadamente ao que compete a um treinador, está na forma como sabe potenciar os recursos humanos que tem à sua disposição. Nesse aspeto O’shea chocou os mais de 80.000 espetadores que em Twickenham esperavam ver a Inglaterra atropelar a Itália desde o apito inicial. Nada disso se passou... antes pelo contrario, foram os italianos que ao explorar ao máximo o uso da regra de fora de jogo na situação de placagem (não ruck) quebraram a tradicional linha de fora de jogo, impossibilitando a utilização do rugby de movimento por parte das linhas atrasadas de Eddie Jones. Os Italianos irritaram, de que maneira a equipa inglesa, tal era a sistematização e coordenação coletiva aplicada à volta deste sistema que os ingleses não sabiam contestar... foi preciso o arbitro francês, Roman Poitre, em direto para milhões de espetadores explicar a regra aos atónitos ingleses, ficará como registo o facto de os mandar consultar o treinador para conseguirem contornar esta tática perspicaz. O antídoto só chegou depois do intervalo com os ingleses a fazerem valer a sua maior qualidade individual, atacando pelo eixo para chegar aos ensaios e à vitória. A sabatina dada pelo seu homologo deixou o considerado melhor treinador da atualidade, o australiano Eddie Jones, à beira de um ataque de nervos que o levou a perder o fair play acusando os italianos de terem praticado um qualquer jogo que não tem a ver com o rugby que ele conhece... a capacidade de leitura permanente para opor o forte ao fraco será sempre a base estratégica ao serviço de treinadores de referência!  Nota de destaque para o desafio que Portugal terá hoje na Holanda onde esta em “jogo” o primeiro lugar do grupo e a subida à segunda divisão europeia. 

Data: 04.03.17
Partilhar »