E mais três pontos para o País de Gales

O rugby nacional perdeu a voz que durante anos foi a razão da sua propagação, o comentador e jornalista Serafim Marques (conhecido como Cordeiro do Vale), ao Sábado à tarde entrava pela nossa casa através das transmissões a preto e branco do mítico torneio das cinco nações. As suas expressões fizeram desvendar segredos, regras, a lógica e o sentido de uma modalidade estranha ao grande público português. O rugby na altura era ainda praticado por uma pequena elite, com dificuldades de o fazer chegar às escolas e à população portuguesa, e por isso tanto nos encantámos por ver nas tardes invernosas de Janeiro a Março a nossa modalidade ser comunicada na RTP a todos os portugueses.  As suas palavras transmitiam paixão e o conhecimento de quem vivia o rugby por dentro, foi treinador, educador, dirigente e formador de inúmeros jogadores internacionais que mais tarde enveredaram pela carreira de treinadores. Pedagogo inigualável, conseguia comentar um jogo, despertar interesse e ao mesmo tempo divertir um país ainda ignorante do desporto internacional, fora do futebol. A sua obra deixa-nos o legado da importância de saber comunicar construtivamente, acrescentando valor, de forma isenta, sem impregnar a informação com opinião individual, muitas vezes tendenciosa, que não traduz o que está a acontecer. O nosso desporto precisa de quem o esclareça em vez de deturpar, de quem passe conhecimento e não o incendeie de conflitos infundados só pelo prazer de marcar uma posição. O desporto para sobreviver e crescer de forma sustentada precisa de comunicar a sua essência através da valorização da ação desportiva, de outra forma não conseguirá vingar porque apesar de construir um potencial de desenvolvimento humano incomparável a qualquer outra área da sociedade não consegue criar riqueza só pela sua prática. A sua imagem é o melhor reflexo da sua benfeitoria por isso a televisão e os outros meios de comunicação são uma ferramenta vital para conquistar benefícios. Se Cordeiro do Vale desbravou tão bem o caminho aproveitemos o seu legado para chegarmos mais longe.  

Data: 29.04.17
Partilhar »